A Palavra Virou Ruido

Palavra minha, Palavra sua
Tudo vai bem de início
Conversa é correnteza na jangada de papo
A paisagem é bela, o passeio agradável.

Na hora que a gente assusta,
a mente vem e sussurra,
Estamos longe da margem segura.
Aonde nos leva esse rio?

Refúgio no canto pensativo
O passeio vai chegando ao fim
O por do sol deixa tudo mais frio

As bocas se fecham em meio ao perigo
Você não fala, eu só imagino
A Palavra virou ruido

T.C
Jul/2017

Bastidor TBD #2 Verdade Incompleta II

“Cenas amontoadas da experiência sonora”

A parte final de um apanhado de imagens nos bastidores da produção do  video clipe  de “Verdade Incompleta”, Lançado em 2015.

Nossa gratidão a todos os envolvidos na produção desse trabalho independente;
André Melo, Eduardo Freitas, Endira Drumond, Daniel Bowie, Ricardo Maia, Rubens Andrade, Guilherme Garcia, Mateus Caixeta, Débora Drumond e Richardson Amorin.

Prenúncio

Insatisfação
alimento solidão
acalma em frio
quando se corta
a ferida exposta
jorra o grito
perdão
a sorte me trouxe aqui
em meio aos pingos
de um sangue sem cor
performático olhar
enquanto arde
recite os versos
com o veneno
da alma a qual se invade
na verdade
quando isso passar
será de tudo tarde
chute a espera
num ato espontâneo
ou sente-se
espere anos e mais anos

esperando

no fim do aguardo
alegre verá
que não há nada,
nem ninguém,
por quem chorar

T.C
16/02/2016